Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação (CGovTIC)

O Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicações (CGovTIC) - órgão colegiado permanente - é a instância de apoio à governança voltada ao assessoramento da Presidência do Tribunal nos temas relacionados à Governança de TIC. O comitê está disciplinado pela Política de Governança de TIC do TRT16,  Portaria GP Nº 794/2018.

Regulamentações anteriores:


O CGovTIC é composto por representantes das principais áreas estratégicas do Tribunal, incluindo magistrados e a área de TIC. Os membros que fazem parte da atual composição foram designados pela Portaria GP Nº 214/2020.

  1. AMÉRICO BEDÊ FREIRE, Desembargador Presidente (Coordenador);
  2. JOSÉ EVANDRO DE SOUZA, Desembargador Vice-Presidente e Corregedor;
  3. MANOEL JOAQUIM NETO, Juiz Auxiliar da Presidência (Coordenador Substituto);
  4. PAULO SÉRGIO MONT’ALVERNE FROTA, Juiz de Vara do Trabalho;
  5. CARLOS CÉSAR PINTO REIS, Secretário-Geral da Presidência;
  6. MANOEL PEDRO OLIVEIRA CASTRO NETO, Diretor-Geral;
  7. EDMUNDO MENDES CARVALHO JÚNIOR, Secretário de Administração;
  8. MARCOS PIRES COSTA, Coordenador de Gestão Estratégica, Estatística e Pesquisa - CGEEP;
  9. STANLEY ARAUJO DE SOUSA, Coordenador de Tecnologia da Informação e Comunicações;
  10. RAFAEL ROBINSON DE SOUSA NETO, Chefe da Unidade de Apoio de Governança de TI - CTIC (Secretário).

Composições anteriores:

 

De acordo com o artigo 8º da Portaria GP Nº 794/2018, são atribuições do CGovTIC:

I - analisar propostas de políticas, diretrizes, metas institucionais e objetivos estratégicos de TIC e submetê-las, quando necessário, à aprovação da Presidência;
II - definir e acompanhar os planos estratégicos e táticos de TIC, bem como seus indicadores de desempenho;
III - definir e orientar demandas de investimentos tecnológicos para cumprimento dos objetivos estratégicos do Tribunal;
IV - definir e comunicar as diretrizes para gestão do portfólio de projetos e de ações, inclusive define critérios de priorização e de alocação orçamentária;
V - definir e comunicar as diretrizes para as contratações de soluções de TIC;
VI - definir e comunicar diretrizes para avaliação do desempenho de TIC;
VII - realizar outras atividades que guardem relação com o disposto nos incisos anteriores.