O Memorial

O guardião de da história da Justiça do Trabalho no Maranhão é o Centro de Memória e Cultura do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região, que mantém sob sua guarda documentos, mobiliários e processos históricos. Foi criado pela Resolução Administrativa 061/2007.

É um espaço físico, previsto no Ato Regulamentar 001/2011, que abriga a exposição permanente da Justiça do Trabalho do Maranhão disponibilizando ao público o acervo, o que inclui os processos históricos, o mobiliário, fotografias e publicações. Abriga ainda exposições temporárias e mostras itinerantes. Também é responsável pelas visitas guiadas, em especial de estudantes às instalações da JT.

inauguração aconteceu em 28 de maio de 2007, quando das comemorações dos 18 anos de instalação do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT Maranhão). Realiza ainda atividades culturais, a mais expressiva o projeto TRT Cantos e Encantos, reflexão sobre os direitos sociais a partir da música. Fica  aberto durante o expediente do Tribunal, para visitação. Atualmente o Centro de Memória é vinculado ao Setor de Biblioteca e Gestão Documental , que também abriga o Setor de Arquivo. (Clique aqui para saber mais)

Atendimento

Presencial - Avenida Senador Vitorino Freire – s/nº - Fórum Astolfo Serra (sede das varas Trabalhistas de São Luís). 

Telefone - (98) 2109 9501 / 9640 / 9641

  E-mail - memoria@trt16.jus.br


 

Notícias

segunda-feira, 10 de Maio de 2021 - 15:24

O Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT Maranhão), por meio do Centro de Memória e Cultura e do Setor de Comunicação Social, lança hoje em comemoração ao Dia Nacional da Memória, 10 de m

quarta-feira, 14 de Abril de 2021 - 13:07

O trabalho realizado pelo Centro de Memória e Cultura (CEMOC) do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão), durante o ano de 2020, garantiu ao TRT-MA o 3º lugar no Prêmio Magno Cruz de

segunda-feira, 12 de Abril de 2021 - 9:58

Mesmo em um cenário marcado por restrições impostas pela pandemia da Covid-19, o Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão) deu continuidade à luta contra o trabalho de crianças e adole