TRT-MA inaugura Centro de Memória e Cultura

segunda-feira, 28 de Maio de 2007 - 18:58
Redator
Wanda Cunha
Desembargadores Gerson de Oliveira e Kátia Arruda descerram a placa do memorial

A presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT-MA), desembargadora Kátia Magalhães Arruda, dando continuidade às comemorações dos 18 anos do Tribunal, inaugurou nesta segunda-feira (28), às 17h, o Centro de Memória e Cultura da Justiça do Trabalho. Na solenidade, a magistrada destacou a importância do Memorial para a história do Justiça do Trabalho no Maranhão. “Uma instituição que não tem memória, que não tem história, não pode se desenvolver”, disse.

O desembargador Gerson de Oliveira Costa Filho, presidente da Comissão Permante do Projeto Memória da Justiça do Trabalho, lembrou que o Memorial guardará documentos, fotografias, móveis antigos, indumentários e outros objetos históricos e que, desde que se tornou desembargador, em 2001, alimentava o sonho de ver construída a memória do Tribunal.

O Centro de Memória e Cultura da Justiça do Trabalho funcionará também como espaço para exposições temporárias, mostras itinerantes, palestras e lançamentos de livros. Ficará aberto, durante o expediente do Tribunal, para visitação. Provisoriamente funcionará na sede do TRT. Depois será transferido para um imóvel tombado pelo Patrimônio Histórico, na rua de Santaninha, nº 398, Praça Deodoro, que há alguns anos sediou as antigas Juntas de Conciliação e Julgamento de São Luís.

A proposta de criação do Memorial aconteceu em 2004, quando foi instituída a Comissão Permanente do Projeto Memória da Justiça do Trabalho. No ano passado a Comissão foi recomposta. A comissão é integrada por servidores do Tribunal com formação acadêmica nas áreas de História, Jornalismo, Biblioteconomia, Serviço Social e Letras, com especialização em gestão documental, consultoria organizacional e experiência em docência universitária.

O Tribunal Regional do Trabalho, para criação do Centro de Memória, recebeu apoio da Associação dos Magistrados do Trabalho da 16ª Região. “Sem a colaboração e parceria da Amatra 16ª Região, o TRT não iria inaugurar hoje o seu Centro de Memória. Por isso o Tribunal divide este momento de sua história com Amatra da 16ª Região”, lembrou Kátia Arruda. Participaram da cerimônia o vice-presidente e corregedor do Tribunal, desembargador Gerson de Oliveira Costa Filho, ex-presidentes do órgão, desembargadores e juízes trabalhistas, servidores da Justiça do Trabalho, advogados e convidados.

Presentes também a juíza do Trabalho Eulaide Maria Vilela Lins, representante da ANAMATRA; a juíza de Direito Marilse Carvalho Medeiros (filha do ex-presidente da 1ª JCJ de São Luís, João Freire de Medeiros); o presidente da Escola Superior de Advocacia da OAB-MA, João Batista Ericeira; o membro da Advocacia Geral da União no Maranhão, Adriano Martins Paiva; o procurador-geral adjunto do município de São Luís, Roberto Pires; e o presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 16ª Região, Inácio de Araújo Costa, entre outros.

Após a inauguração do Centro de Memória, foi lançada a Revista dos 18 anos do Tribunal, com a apresentação do layout pela jornalista Edvânia Kátia, da Assessoria de Comunicação do Tribunal. “A história não é algo que está no passado; ela se faz todos os dias e todos somos responsáveis pelo patrimônio material e imaterial das nossas organizações”, encerrou a jornalista.

39 visualizações