Consumo consciente: TRT-16 incentiva redução no consumo de papel e impressões

quinta-feira, 16 de Novembro de 2023 - 10:00
Redator (a)
Ana Karolina Brito
Revisor (a)
Suely Cavalcante

“O nosso melhor papel é o consumo consciente” é o título da nova campanha do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (MA). A ação tem como objetivo conscientizar sobre a necessidade de economia de papel A4 nas unidades da Justiça do Trabalho no Estado, quando for necessária a impressão de documentos. 
A iniciativa é coordenada pelo Setor de Gestão Socioambiental e faz parte da campanha anual  “Desenvolvimento sustentável: essa responsabilidade também é nossa!” que, ao longo de todo o ano, tem promovido medidas socioeducativas para o desenvolvimento sustentável no âmbito do TRT-16.
A ação está alinhada com Agenda 2030 da ONU, especialmente com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nº 12, que reforça a preocupação com o ambiente e é direcionado para o consumo responsável. O consumo consciente é uma necessidade permanente em todos os ambientes, a partir de medidas que visem alcançar melhor desempenho em favor da sustentabilidade.
Economia de papel no TRT-16
Em 2023, a meta do TRT-16 é reduzir em 48% o consumo de papel em relação a 2022. Para alcançar este objetivo, o Tribunal tem mantido o controle no consumo por meio da redução gradual no fornecimento de papel às unidades, incentivando a utilização de arquivos digitais que possibilitam a assinatura virtual e a remessa via correio eletrônico nos casos em que seja imprescindível a impressão, e orientações sobre a importância de revisar bem o texto e imprimir em frente e verso.
Plano de Logística Sustentável
Por meio do Plano de Logística Sustentável (PLS), o TRT-16 articula ações de planejamento e gestão institucional para estimular a adoção de novos padrões e comportamentos que resultem no aperfeiçoamento contínuo da qualidade do gasto público e uso sustentável de recursos. Trata-se, portanto, de uma ferramenta de planejamento que permite a institucionalização de práticas de sustentabilidade, visando à racionalização de gastos e consumo, com base em metas e indicadores previamente aprovados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
Balanço da Sustentabilidade
O TRT-16 obteve um ótimo resultado no 7º Balanço da Sustentabilidade do Poder Judiciário, sendo registrado como a quinta melhor variação em pontos percentuais do Poder Judiciário, o que levou o Tribunal a alcançar pontuação máxima no Prêmio CNJ de Qualidade 2023, referente aos indicadores no Índice de Desenvolvimento Sustentável (IDS) aferidos em 2022, incluindo o consumo de papel A4 como um dos dez indicadores avaliados.
A ação está alinhada com Agenda 2030 da ONU, especificamente com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nº 12 e com a meta 5 do Plano Estratégico 2021-2026 do TRT-16, que prevê aumentar o IDS do tribunal, anualmente, com base nos indicadores mínimos para avaliação do desempenho ambiental e econômico do Plano de Logística Sustentável do Poder Judiciário.

177 visualizações