Justiça do Trabalho no Maranhão ultrapassa 1,4 mi atos processuais em trabalho remoto

quinta-feira, 12 de Agosto de 2021 - 12:26
Redator
Suely Cavalcante
Produtividade da semana de 2 a 8/8

A produtividade em trabalho remoto de magistrados, magistradas, servidores e servidoras da Justiça do Trabalho no Maranhão (JT-MA), atualizada até 8/8, totalizava 1 milhão, 419 mil e 865 atos processuais. Os números constam no boletim semanal divulgado nesta quinta-feira (12), pela Coordenadoria de Gestão Estratégica, Estatística e Pesquisa (CGEEP) do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão). A produção judicial acumulada corresponde ao período de 13 de março de 2020 a 8 de agosto de 2021. Do total, 20.822 foram produzidos na semana de 2 a 8 de agosto.
Produtividade em trabalho remoto referente ao período de 13.3.2020 a 8.8.2021: 55.079 sentenças; 80.138 decisões; 19.729 acórdãos; 230.855 despachos; 22.983 alvarás; 23.577 processos baixados na fase de execução; 13.362 penhoras online; e 974.142 documentos juntados aos autos por servidores.
Produtividade referente à semana de 2 a 8.8.2021: 1.027 sentenças; 1.175 decisões; 123 acórdãos; 3.197 despachos; 684 alvarás expedidos; 347 processos baixados na fase de execução; 159 penhoras online; e 15.478 documentos juntados aos autos por servidores.
TRT-MA mantém unidades administrativas e judiciárias da JT-MA na etapa 2 do Plano de Ação para o Retorno Gradual com Segurança às Atividades Presenciais 
O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão) TRT-MA, desembargador José Evandro de Souza, determinou, de acordo com o Ato do Gabinete da Presidência nº 31/2021, a manutenção de todas as unidades administrativas e judiciárias da Justiça do Trabalho em São Luís e no interior do estado, na Etapa 2 do Plano de Ação para o Retorno Gradual com Segurança às Atividades Presenciais na Justiça do Trabalho no Maranhão, Eixo 1 (Gestão de Pessoas e Saúde), observando, no que couber, os Atos GP nºs 28/2021, 29/2021 e 30/2021. Assim, permanecem em atividades presenciais 60% de magistrados, magistradas, servidores, servidoras, estagiários e estagiárias. O Plano de Ação foi aprovado pelo Ato Conjunto G.P e GVP/CR nº 06/2020.
Leia matéria completa sobre a determinação.

44 visualizações