VT de Estreito arrecada 27,40kg de lacres de alumínio para a campanha #NãoÉMito

quarta-feira, 21 de August de 2019 - 13:36
Terceirizados Lucielmo e Tafarel seguram a caixa cheia de lacres arrecadados pela VT de Estreito
Lacres arrecadados ficam guardados no Setor de Gestão Socioambiental

A arrecadação de lacres de latinhas de alumínio no Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão), promovida pela campanha #NãoÉMito, continua a todo vapor. A Vara do Trabalho de Estreito entregou, na semana passada, 33 garrafas de dois litros preenchidas de lacres, o que corresponde a 27,40kg. Essa foi a segunda vez, só neste ano, que a VT contribuiu com a campanha. Na primeira entrega, a Vara arrecadou dois litros. 
"A mobilização iniciou de forma tímida, porém ganhou força, principalmente, com o engajamento da servidora Celma de Fátima Leal Barbosa", conta o diretor de secretaria da VT, Kerson Silva Castro. Segundo ele, durante a época de temporada de praia do Rio Tocantins, entre junho e agosto, a servidora Celma Barbosa aproveitou que não é permitido o consumo de bebidas contidas em embalagens de vidro e plástico no local, o que aumenta no consumo de produtos em latas de alumínio, e divulgou a campanha na região. Graças a essa iniciativa, houve um número considerável de lacres arrecadados. 
De acordo com o chefe do Setor de Gestão Socioambiental, Marcelo Henrique Bandeira Costa de Alencar, outras VTs do interior também estão contribuindo com a campanha. A primeira Vara do interior a realizar a entrega de lacres foi a VT de Barreirinhas, no dia 18 de março. A Vara conseguiu o total de dois litros de lacres. Dentre outras VTs estão Balsas (3,5L), Barra do Corda (4,5L), Presidente Dutra (4L), Pinheiro (12,5L) e Timon (1,5L).
A arrecadação é uma parceria do TRT-MA com a ONG Entre Rodas firmada ano passado. Os lacres serão vendidos a uma recicladora indicada pela ONG e o valor total da venda vai financiar a fabricação de cadeiras de rodas para crianças com idade de 5 a 14 anos que têm dificuldade de locomoção. Ainda de acordo com Marcelo de Alencar, é necessário 800kg de lacres para o financiamento de uma cadeira. Até agora o TRT-MA já soma 113,60 kg (284 litros).
Público Externo
Em Estreito, a campanha #NãoÉMito vai além da sede da Vara e conta também com a população local. Kerson Castro cita a ex-presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Eulina Maria Mesquita Oliveira, como uma das principais voluntárias em recolher lacres pela cidade. Além dela, a família do ex-jogador Sandro Hiroshi também se disponibilizou para ajudar, como a esposa e a filha do jogador.   
As redes sociais também mostraram-se um ótimo canal para difusão da campanha para além das unidades da Justiça do Trabalho. Segundo Marcelo de Alencar, graças ao perfil do instagram, onde são atualizadas informações sobre a ação no TRT-MA, pessoas não ligadas ao Tribunal já o procuraram para saber como participar. Ele deu como exemplo o jovem Rodrigo Almeida que estava passando o carnaval em Pinheiro e descobriu a campanha pela rede social. Ele prontificou-se em recolher os lacres durante a folia e os entregou no Setor de Gestão Socioambiental. 
Nesta semana, um grupo composto de 14 jovens entregou três garrafas PET, totalizando 5 litros de lacres. Todas as entregas são registradas e apresentadas através do perfil @arrecadalacre no Instagram.
Mais informações sobre a campanha no Setor de Gestão Socioambiental pelo telefone (98) 2109 9573.
Redação: Lucas Ribeiro (estagiário de Jornalismo)
Jornalista Responsável: Suely Cavalcante.

 

15 visualizações