TRT-MA realiza II Concurso de Reportagem

terça-feira, 3 de Março de 2009 - 13:04
Redator
Suely Cavalcante
Presidente do TRT, des. Gerson de Oliveira, entrega o troféu a João Rodrigues (1º lugar na categoria jornalismo impresso)
Diretor geral do TRT, Domingos Carlos, entrega o prêmio a Ariosvaldo Baeta (1º lugar na categoria fotojornalismo)

O Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT-MA) realiza este ano o II Concurso de Reportagem da Justiça do Trabalho no Estado. Sob a coordenação do Serviço de Comunicação do Tribunal, o concurso, que tem como tema Justiça do Trabalho, Cidadania e Inclusão Social, é destinado a profissionais da mídia de todo o país, devidamente habilitados para o exercício profissional, nas categorias jornalismo impresso, radiojornalismo, televisão e fotojornalismo. As inscrições estarão abertas no período de 23 de março a 27 de agosto de 2009 e poderão ser feitas on line, por meio de ficha disponibilizada no site www.trt16.gov.br/Concurso de Reportagem. Após a inscrição on line, o candidato receberá uma confirmação e deverá enviar o material via correios ou entregar pessoalmente, até cinco dias após o prazo final da inscrição on line, no Serviço de Comunicação do TRT, localizado na Avenida Senador Vitorino Freire, 2001, Areinha, São Luís-MA, no horário das 11h às 17h30. Não será cobrada taxa de inscrição. Para o presidente do Tribunal, desembargador Gerson de Oliveira, a realização da segunda edição do concurso ratifica o compromisso da Justiça do Trabalho no Maranhão em investir em ações que visam aproximar a Justiça do cidadão. Ele destaca que o concurso é uma das ações do Projeto Justiça & Imprensa, desenvolvido pelo Serviço de Comunicação do TRT, que visa valorizar os profissionais da mídia e reconhecer o importante trabalho que desenvolvem ao mostrar à sociedade as ações realizadas pela Justiça do Trabalho no Maranhão. A chefe do Serviço de Comunicação do TRT, Edvânia Kátia Silva, ressalta que a realização do concurso premia o profissional que busca divulgar os direitos sociais, especialmente os ligados aos direitos trabalhistas. “Na primeira edição, foram inscritas matérias importantes que tratavam sobre trabalho análogo a de escravo, trabalho infantil, entre outros”, disse. Cada autor poderá participar com, no máximo, três trabalhos, sendo permitida a co-autoria. O trabalho inscrito deverá ter sido objeto de publicação total em veículo de comunicação de massa e concorrerão as matérias que tenham sido veiculadas no período de 1º de setembro de 2008 a 27 de agosto de 2009. Nas matérias, os magistrados da Justiça do Trabalho, diretores ou gestores devem necessariamente ser entrevistados, embora possam não ser os únicos. Este critério não se aplica à categoria fotojornalismo. Serão aceitos trabalhos de profissionais que, mesmo não fazendo parte do quadro da empresa jornalística, assinem a matéria na condição de “especial para”. Caso a reportagem selecionada tenha dois ou mais autores, o prêmio será concedido aos identificados na ficha de inscrição como participantes e o valor do prêmio será dividido entre eles, em partes iguais. Serão premiados os primeiros colocados em cada categoria, sendo R$ 3.000,00 para o jornalismo impresso, R$ 1.500,00 para a categoria fotojornalismo, R$ 3.000,00 para o radiojornalismo e R$ 4.500,00 para televisão. O julgamento dos trabalhos será feito por uma Comissão Julgadora composta por professores da área de jornalismo. O concurso conta com o apoio da Associação Maranhense de Imprensa (AMI), Associação de Imprensa da Região Tocantina, Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e Fórum Nacional de Comunicação e Justiça. I CONCURSO Na primeira edição do concurso, cuja premiação foi realizada em 13 de janeiro deste ano, foram inscritos 18 trabalhos. Os vencedores foram, na categoria jornalismo impresso, João Rodrigues (repórter) e Silvia Moscoso (editora), do jornal O Estado do Maranhão, sucursal de Imperatriz. No radiojornalismo a vencedora foi Januária Oliveira Ramos, da Rádio Univima Web; no fotojornalismo, o repórter fotográfico Ariosvaldo Baeta, do jornal O Imparcial; e no telejornalismo, Luís Carlos Vasconcelos (repórter), José Pereira de Macedo (cinegrafista) e João de Deus Ferreira (editor), da TV Mirante de Imperatriz. Os repórteres Cida Oliveira e Geizel Nascimento, da TV Difusora Sul de Imperatriz, receberam menção honrosa. Cada vencedor, com exceção da menção honrosa, recebeu um prêmio de R$ 1500,00.

1 visualização