TRT-MA entrega de kits de higiene para casa de apoio ao Hospital Aldenora Bello

quinta-feira, 21 de Novembro de 2019 - 9:57
Da esquerda para direita: representantes da Fundação Antonio Dino e os servidores Sérgio Pinho, Tatiana Lacerda e Luiz Pires
Produtos de higiene arrecadados na ação do TRT-MA

Os kits doados foram frutos de doações de magistrados, servidores, estagiários e terceirizados 
Na tarde de terça-feira, 19 de novembro, uma equipe de servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região esteve na Fundação Antônio Dino, casa de apoio ao Hospital do Câncer Aldenora Bello, para entregar kits de higiene arrecadados entre colaboradores desta Justiça Especializada. A Fundação está localizada na Rua Seroa da Mota, nº 23, no bairro Apeadouro, e atende, gratuitamente, crianças e mulheres carentes, em sua maioria vindas do interior do Estado, com inteiro apoio em alimentação, remédios, vestuários, transporte e suporte psicopedagógico para dar continuidade ao tratamento de câncer.
A iniciativa foi incentivada pela presidenta do TRT-MA, desembargadora Solange Cristina Passos de Castro Cordeiro, após tomar conhecimento do Projeto Porção de Bem-Estar, idealizado pela servidora Silvia Maria Pontes de Castro, lotada no Setor de Gestão Socioambiental, que visa arrecadar produtos de higiene pessoal para as instituições ou associações de assistência a pessoas carentes, e abrigos de idosos ou crianças. A partir daí, a presidenta compartilhou a ideia da ação no Tribunal e escolheu a Fundação Antonio Dino que mantém o Hospital do Câncer Aldenora Bello, para ser a primeira contemplada, e logo pediu a colaboração de magistrados, servidores, estagiários e terceirizados que, com espírito de solidariedade, prontamente atenderam.
Acatando a ideia do Projeto Porção de Bem-Estar, a presidenta decidiu pela Fundação Antônio Dino, devido ao trabalho importante e solidário prestado pela instituição, e principalmente, sensibilizada com a história de crianças em tratamento que, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer, apesar de responderem melhor ao tratamento e tendo mais chances de cura, enfrentam a forma mais agressiva da doença. "É gratificante poder trazer um pouco de conforto para essas pessoas que estão na luta em busca da cura do câncer, especialmente para as crianças que, com certeza, passam por essa fase com muito mais dificuldades, já que os dados apontam que o câncer infantil é muito mais agressivo quando comparado ao câncer em adultos. E, além disso, estão longe de suas rotinas, da escola, dos amiguinhos, e também fica muito mais complicado para a família arcar com as despesas. É nobre o trabalho da instituição, e foi nobre a atitude dos colaboradores da Justiça Trabalhista do Maranhão que abraçaram a ideia e ajudaram. Agradeço imensamente a doação de cada um, e também reverencio o trabalho da Fundação", ressaltou a desembargadora presidenta.
"Eu só tenho a agradecer pelo carinho e pela escolha, pois é por meio de atitudes como essas que conseguimos manter a casa. Atualmente temos 12 crianças na casa, mas passamos por um processo de rotatividade que, ao ano, os atendimentos chegam a cerca de 200, e sem falar nas mulheres, que a rotatividade é bem maior, sendo atendidas pelo menos 700 anualmente, com todo o suporte, que vão desde o transporte, em alguns casos, até todas as refeições diárias e medicações", agradeceu Alice Dino, coordenadora da casa.
A servidora Silvia de Castro disse que o “Porção de Bem-Estar” é um ato de humanidade. “Podemos transformar as necessidades pessoais em ação de cidadania, participação solidária, acolhimento, e ainda, promover mais dignidade, bem-estar e qualidade de vida e saúde aos que necessitam, visto que higiene corporal é um dos cuidados fundamentais para a saúde física e social dos seres humanos”, afirmou.
Participaram da entrega, a secretária de Administração, Tatiana de Morais Lacerda; o coordenador de Serviços Gerais, Sérgio Brito Pinho; o servidor Luiz Antônio Moraes Pires, e a estagiária de Design do Setor de Comunicação Social, Jéssica Cantanhede Gois.
Fundação Antonio Dino - a Fundação Antonio Dino é uma instituição sem fins lucrativos que mantém o Hospital do Câncer Aldenora Bello. A Fundação capta recursos e investe em prevenção, diagnóstico precoce, assistência e tratamento de pacientes com câncer. Desde 1976, a instituição conquista credibilidade dentro e fora do Maranhão. Atende os pacientes no limite financeiro da instituição e somente com a ajuda da sociedade civil organizada.
Para onde vão as doações?
As doações financeiras serão destinadas ao auxílio e manutenção das casas de apoio mantidas pela instituição. As casas abrigam pacientes carentes (crianças e mulheres) em tratamento de câncer e sem moradia em São Luis. Todo o funcionamento é sustentado por meio de doações, ações e campanhas.
Principais necessidades de uso constante dos pacientes:
ALIMENTOS EM GERAL - leite em pó, leite líquido, café, nescau, neston, farinha láctea, mucilon de arroz, maisena, aveia, milharina (flocão), tapioca, margarina, ovos, pão, mistura para bolo, todinho, açúcar, arroz, feijão, macarrão, biscoito salgado e doce, sucos e frutas.
MATERIAIS DE LIMPEZA - água sanitária, sabão em barra, sabão em pó, desinfetante, detergente, palha de aço, esponja, pano de chão, vassoura, etc.
MATERIAIS DE HIGIENE PESSOAL - creme dental, escova dental, sabonete, cotonete, algodão, xampu, desodorante, papel higiênico, absorvente, fralda descartável, etc.
VESTUÁRIO - toalhas, lençóis, cobertores, colchas, roupas novas ou usadas e brinquedos.
MATERIAIS PEDAGÓGICOS - apontador, borracha, caneta, TNT, cartolina, balão, E.V.A, cola para E.V.A, cola colorida, hidrocor, jogo da memória, jogos educativos, lápis de cor, lápis preto, massa de modelar, quebra-cabeça, tesoura, tinta guache, caderno, caderno de caligrafia, livros para pintar, jogos de lógica, papel branco, papel crepom, filme, DVD, etc.
MATERIAL HOSPITALAR - luvas, seringas e esparadrapos.
DESCARTÁVEIS - copos de 180ml e 300ml, talheres, e bandejas de refeição.
Redação: Kellyne Lobato (estagiária de Jornalismo)
Jornalista Responsável: Suely Cavalcante.

64 visualizações