TRT-MA: Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável tem nova composição

quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 - 11:04
Redator
Lucas Ribeiro
Revisor
Suely Cavalcante

O vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão), no exercício da presidência, desembargador José Evandro de Souza, por meio da Portaria do Gabinete da Presidência nº 42/2021, indicou os novos membros titulares e suplentes da Comissão Gestora que vai implantar o Plano de Logística Sustentável do TRT. Os membros estão reunidos agora pela manhã, via plataforma Google Meet, para apresentação do relatório de desempenho da Comissão de 2020. 
De acordo com a Portaria, assumem como coordenador e coordenador substituto da Comissão o juiz auxiliar da Presidência, Mário Lúcio Batigniani, e o diretor-geral, Manoel Pedro Castro; respectivamente. Eles serão responsáveis por coordenar a elaboração, revisão, monitoramento e avaliação do PLS.
Também foram indicados como membros titulares da Comissão o secretário de Administração do TRT, Edmundo Mendes Carvalho Júnior; o coordenador de Gestão Estratégica, Estatística e Pesquisa, Marcos Pires Costa; a coordenadora de Material e Logística, Luciana Cristina Gehlen; o chefe do Setor de Engenharia, Manoel Ricardo Beckman de Jesus; o servidor Raimundo Nonato Monteiro Filho, lotado na Secretaria de Administração - Apoio de Aquisições Públicas; o Chefe do Setor de Gestão Socioambiental, Daniel Leite Guimarães, que é o secretário; a chefe do Setor de Saúde, Marilda Amorim Pereira de Sousa; e a chefe do Setor de Comunicação Social, Edvânia Kátia Sousa Silva (secretária substituta); e assessor administrativo da Presidência, Carlos César Pinto Reis, indicado pela Presidência.
Como membros suplentes foram indicados os servidores Wanda Cristina Costa Porto, secretária-geral da Presidência; Fernanda Cristina Muniz Marques; assessora da Diretoria-Geral, Ana Célia Ferreira Mendes, lotada na Secretaria da Administração; Aline Cristina Sales Lobato, lotada na Coordenadoria de Gestão Estratégica, Estatística e Pesquisa; Wagner Campos Santos, lotado na Coordenadoria de Material de Logística; Nikole Melo de Mendonça, lotada no Setor de Engenharia; Maria Lídia Borges de Sousa, lotada na Secretaria de Administração - Apoio de Aquisições Públicas; o médico Adriano Soares Alves, lotado no Setor de Saúde; Gisélia Castro Silva, lotada no Setor da Ouvidoria; e Ana Cláudia dos Santos Jacinto Ribeiro Barros, lotada no Gabinete da Presidência.
Instituição da Comissão
A Comissão do PLS foi instituída no ano de 2015 por meio da Portaria do Gabinete da Presidência nº 735/2015. Já o Plano de Logística Sustentável foi definido conforme a Resolução 201, de 3/3/2015, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A Comissão, em conjunto com o Setor de Gestão Socioambiental deste Tribunal, deverá planejar, implementar, monitorar as metas anuais e avaliação de indicadores de desempenho, bem como estabelecer novas metas para o ano seguinte.
Segundo o CNJ, o PLS é um instrumento vinculado ao planejamento estratégico do Poder Judiciário, com objetivos e responsabilidades definidas, ações, metas, prazos de execução, mecanismos de monitoramento e avaliação de resultados, que permite estabelecer e acompanhar práticas de sustentabilidade, racionalização e qualidade que objetivem uma melhor eficiência do gasto público e da gestão dos processos de trabalho, considerando a visão sistêmica de cada órgão.

76 visualizações