Saúde mental no ambiente de trabalho é tema de evento virtual no TRT-MA

terça-feira, 6 de Outubro de 2020 - 11:06
Redator
Rosemary Araujo

Na manhã da última quarta-feira (30/9), o Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão) realizou, por meio do Setor de Saúde, o Webnário “Saúde Mental no Ambiente de Trabalho”, via Google Meet, contando com a presença da psicóloga e servidora da Secretaria da Fazenda do Estado do Maranhão, Vânia Pereira, que apresentou variados aspectos relacionados ao tema e respondeu perguntas dos participantes.
O servidor do Setor de Saúde, médico Gustavo Duarte Rodrigues, apresentou a psicóloga e destacou a relevância de se abordar esse assunto junto ao corpo funcional do Tribunal, considerando que grande parte do dia as pessoas passam trabalhando, cerca de 8h. Em outras 8h, recomenda-se que as pessoas durmam, restando apenas outras 8h para tudo o mais que faz parte do cotidiano do trabalhador.
Vânia iniciou sua fala destacando a importância de o ambiente de trabalho ser favorável a que o trabalhador se sinta acolhido e prestou informações sobre pesquisas recentes da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a saúde mental no ambiente laboral, chamando a atenção para os altos índices de trabalhadores com depressão leve, moderada ou grave (300 milhões no mundo) ou com ansiedade (260 milhões no planeta). Tais transtornos mentais geram um alto déficit da capacidade produtiva desses trabalhadores, levando ao absenteísmo, à falta de produtividade no trabalho e a ser a maior causa de auxílios-doença nos últimos cinco anos.
Sendo o ser humano constituído de corpo, mente e espírito, não há como separar as questões pessoais das profissionais, segundo a psicóloga. Daí que o acometimento de uma enfermidade mental se manifesta em todos os aspectos da vida humana e cabe a todos estarem atentos aos sinais e sintomas que um colega de trabalho possa apresentar, a fim de identificar o mais precocemente possível a necessidade de ele buscar ajuda e não deixar que a doença se instale. Em especial, Vânia chamou a atenção dos líderes para essa identificação, aconselhando que se use de empatia, escuta ativa e uma visão mais ampla do colaborador. “Assédios, intimidação, pressão excessiva, rivalidades, competitividade e frustrações tornam o ambiente de trabalho desfavorável e há pessoas que não sabem lidar com isso, e se tornam suscetíveis a adoecer”, frisou.
Como exemplos de sinais e sintomas que devem ser observados, para a identificação de alguém que possa estar com dificuldades, a psicóloga citou: constantes alterações de humor, desmotivação, procrastinação, absenteísmo e fatores psicossomáticos (quando o organismo não suporta a pressão e manifesta doenças). “A hora do trabalho é um investimento de corpo, alma e tempo. Você tem que estar completo naquele momento e precisa estar bem para isso. O ambiente de trabalho tem que dar sentido à vida das pessoas, e não ser motivo de transtornos mentais”, destacou, sugerindo que pequenas pausas façam parte da rotina profissional. Essas pausas podem ser utilizadas para fazer um alongamento, uma pequena caminhada no corredor, uma visita a outro setor, beber água etc.
Vânia finalizou com dicas de prevenção e identificação precoce dos transtornos mentais no ambiente de trabalho: flexibilidade de horários, comunicação ativa entre líderes e liderados, ações de integração do corpo funcional, ambiente corporativo saudável, valorização profissional de variadas formas, dentre outras. Em seguida, respondeu as perguntas dos servidores presentes na sala virtual do Webnário.
 

107 visualizações