Duas reportagens do Maranhão são finalistas do Prêmio de Jornalismo da Justiça do Trabalho

segunda-feira, 27 de Setembro de 2021 - 12:45
Redator
Edvânia Kátia

Duas reportagens do Maranhão estão entre as finalistas do II Prêmio de Jornalismo da Justiça do Trabalho. A reportagem Justiça do Trabalho e Clube do Choro se unem contra o trabalho infantil da jornalista Lais Julia Rocha Almeida, da Tv Mirante filiada da Tv Globo, é finalista na categoria telejornalismo. Na categoria radiojornalismo, é finalista a reportagem Especial 80 anos da Justiça do Trabalho: atuação frente ao trabalho análogo à escravidão evidencia avanços na legislação que tornaram possível o enfrentamento a essa prática criminosa, do jornalista Borges Junior pela Rádio Universidade FM.

Os três finalistas em cada categoria foram selecionados por uma Comissão Julgadora, formada por magistrados da Justiça do Trabalho e profissionais de Comunicação Social. Os jurados atribuíram notas aos trabalhos com base em critérios como adequação ao tema, linguagem, estética, originalidade e utilidade social.Os primeiros colocados de cada categoria serão anunciados em 5/10, em cerimônia no Tribunal Superior do Trabalho, e receberão o prêmio de R$ 10 mil, além de certificado.

Promovido pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, o prêmio visa stimular e valorizar a produção de trabalhos jornalísticos que promovam a reflexão e a conscientização sobre o trabalho e suas relações, além de reconhecer a importância da imprensa na difusão de informações relevantes para a sociedade. A edição de 2021 faz parte das comemorações dos 80 anos da Justiça do Trabalho e contemplou reportagens com o tema “Justiça do Trabalho: a importância e os avanços da Justiça Social”.

Foram inscritos 96 trabalhos, em cinco categorias: telejornalismo, radiojornalismo, webjornalismo, jornalismo impresso e mídias digitais. As reportagens, publicadas ou veiculadas por empresas jornalísticas de 1º/9/2019 a 1º/8/2021, evidenciam temas como a evolução histórica da Justiça do Trabalho no Brasil, a conscientização da sociedade, os avanços e as transformações dos direitos trabalhistas e a valorização da Justiça do Trabalho na construção da cidadania, entre outros.

Para mais informações sobre o Prêmio, clique aqui


Confira a lista dos finalistas, em ordem alfabética, por categoria:


Jornalismo Impresso
Beatriz Arantes Olivon (JI087)
Fernanda Brigatti Valentin (JI073)
Talita de Souza (JI033)

Radiojornalismo
Ana Carolina Dutra Siqueira (RJ038)
Eduardo Matos (RJ048)
Sebastião Borges Júnior (RJ083)

Telejornalismo
Lais Julia Rocha Almeida (TJ094)
Renato de Niza e Castro Fernandes Franco (TJ043 e TJ044)

Webjornalismo
Jotaan Sérgio da Silva (WJ062)
Juliana do Prado Silva (WJ026)
Patrícia Ramos Teixeira Ribeiro da Silva (WJ093)

Mídias Digitais
Letícia Dias Fagundes (MD082)
Natália Belizario Silva (MD051)
Victor Augusto Dias Matioli (MD013)
 
(Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social do CSJT)

70 visualizações